23 de agosto de 2013

Férias que voam


Aspiração: ser-se formiga diligente procurando, para tal, seguir os caminhos assinalados. Até lá, o canto das cigarras, apelo dos campos próximos, enquanto um novo ciclo de trabalho se aproxima a passos rápidos- um ladrão, o tempo.

3 comentários:

Maria de Fátima disse...

olhe vim aqui parar por via de uma crónica no Publico de domingo do Nuno Pacheco a falara na Teresa Torga que eu desconhecia e me encantou
e encantou-me o seu blog
a gente anda nos blogs
alimenta-os
e depois fica a "morar naquela rua" e com os mesmos vizinhos e raramente passeia a encontrara caras conhecidas e anda tanta egnte por estas ruas blogueiras que pena tenho de assim só por acaso vir ver
faça uma visita lá nos meus e pode ser que eu torne :)

almariada disse...

a poesia anda nas ruas :)

teresa disse...

Um dia destes, vou fotografar várias placas com nomes de ruas, aqui pelas redondezas, almariada :)