23 de outubro de 2012

Quiosque

"O homem do quiosque acabava de tirar os taipais e expunha a mercado-ria: jornais, revistas e folhetos, cautelas, a lista da. Santa Casa. [..] Dentro do quiosque, era ainda noite escura, Cheirava a limão, capilé, café requentado, charuto de picar, e o garoto aspirou com delícia estes aromas. O homem agachou-se, saiu pela portinhola debaixo do balcão, e continuou a pendurar a fazenda. — Olha o Texas-Jack. Este ainda a gente não leu. Oh, paizinho, compre-nos o Texas-Jack!"



 Escola do Paraíso, José Rodrigues Migueis
Fotos do Arquivo Municipal de Lisboa

6 comentários:

jmsc disse...

José Rodrigues Miguéis é um dos grandes escritores portugueses injustamente esquecido em vida e na morte.

António Jesus Batalha disse...

Ao chegar ao seu blog fiquei encantado por aquilo que encontrei aqui, demorei um pouco ver e ler algumas coisas, e posso dizer que seu blog está feito com bom gosto, dou-lhe os parabéns, espero vir aqui mais vezes, desejo que continue com boa imaginação, dando-nos sempre boas mensagens. Tenho um blog , O Peregrino e Servo, é um blog evangélico, mas também tem poesia culinária e mais algumas coisas. Se desejar visitar meu blog ficarei radiante.
Deixo as minhas saúdações , e a paz de Deus para sua vida.
Ps. Se seguir eu queria deixar um conselho, só sigo os blogs que consigo encontrar. Por isso se deseja que eu siga seu blog, é melhor deixar forma de encontrar o seu blog.
António.

T disse...

Aqui no Dias prezamos lembrá-lo:)

T disse...

Muito obrigada António, certamente que o visitaremos.

jmsc disse...

Um homem sorri à morte com meia cara é um livro autobiográfico de JRM que não me canso de reler.

Carlos Caria disse...

Delicias de Lisboa, sempre fescas.