1 de março de 2011

O pássaro

Uma porta que voa, algures em Lisboa.

Sem comentários: