28 de março de 2012

Gripe































É mesmo irritante ver a imagem microscópica do virús,e a febre que  não passa.  Parece um ternurento brinquedo de criança. Umas bolinhas todas tão fofinhas, muito coloridas, preenchidas com uns filamentos para a criança melhor a segurar, e um tipo aqui  cheio de dores.
Era bem mais facil aceitar que o vírus tivesse cara feia ou uma forma mais própria de ser esmagado com uma murraça, e depois se limpassse tal como a persistente gosma verde e a ranhoca amarela que escorre sem parar.
Dá para imaginar a idílica cena da feiosa molecula do paracetamol a ficar corada só de olhar a do virús e a do ibuprofeno de mãozinhas dadas a fazerem uma rodinha e a cantarem uma canção de brincar  e esta tosse profunda que não passa.
É mesmo irritante estar dez dias fechado, suado, apalermado, quietinho seguindo a sábia prescrição médica que termina com: sobretudo é preciso ter paciência que  isso passa.                                                                                         

4 comentários:

Francisco disse...

As rapidas Melhoras

TERESA SANTOS disse...

É preciso paciência, e muita!

Adorei a descrição do vírus e suas consequências.

As melhoras, rápidas, rápidas.

Carlos Caria disse...

Rápidas melhoras, que isso passa, ou não fosse uma pequena visore insignificante

Miguel Gil disse...

A vossa solidariedade assustou o vírus.
Hoje, pela 1ª vez, depois destes dez longos dias voltei a acordar sem febre. Obrigado a todos