18 de Janeiro de 2005

Coisas e loisas

Ouvi a senhora alemã da Buchholz a falar na Televisão . Estava contente, por muitos antigos clientes terem voltado à livraria. Atribuía o decréscimo de vendas à Amazon e à Internet. E se calhar tem razão.
Outras razões haveria. A zona está desertificada culturalmente. Não há lugar para estacionar.
Numa coisa estive também em desacordo. A senhora dizia que só comprava pela internet, quem sabia exactamente o que ia comprar, tipo pesquisas científicas ou bibliográficas precisas. Mas cada vez mais se torna apetecível descobrir pela net os nossos gostos e seguir as pistas, que a Amazon sabiamente semeia. E se as sabe semear...O meu Visa é que se lixa.
Hoje fui a um sindicato. Em alguns lugares, o tempo parou nos anos oitenta. Que desperdício de espaço, dinheiro e energias. Vagamente vi passar uns senhores engravatados, com roupinha de pronto a vestir manhoso, entre uns barbudos com malhas desengonçadas.
Devia ser bom ter um sindicato que efectivamente servisse os trabalhadores. Era bom,não era?
Vou poupar-vos à história do pescador taxista. Fiquei a saber imenso sobre peixe, enquanto ele remava pelas ruas de Lisboa.
Mas o que de facto interessa, é que com sol Lisboa fica mais bonita.
Abeijos.

Sem comentários: