23 de março de 2014

Memórias


Lisboa

Que estranho encantamento me provocas
Meus dias de menino
Minhas lembranças remotas
de uma ilha de pedra. Cantaria. São Luis.


Ladeiras, bondes, colinas e mar.
Tudo ali me representa.
Tudo ali me contém a alma.
Teus livros, tuas luzes...


Que estranhos dias enfrentas
que me fazem arder o coração?

Lisboa…
Na calmaria, tudo é passageiro.
Fica combinado, Pessoa:
Até a dor...
Até a dor!


para: T, Miguel Gil, teresa, José Quintela Soares, Carlos, Maggie e ABS. Pela nossa amizade. 

5 comentários:

manécas Martins disse...

Que lindo que lindo que saudades
me provocas,d'éssa Lisboa que amava voltar a vêr.

Madragoa

manécas Martins disse...

Que lindo que lindo que saudades
me provocas,d'éssa Lisboa que amava voltar a vêr.

Madragoa

manécas Martins disse...

Que lindo que lindo que saudades
me provocas,d'éssa Lisboa que amava voltar a vêr.

Madragoa

teresa disse...

Belíssimo, Maranhão Viegas. Grata pelo post aqui deixado sobre a nossa Lisboa :)

Graça Sampaio disse...

Gostei, sim senhor!
Lisboa agradece...